Bebê Blogger

Já nasceu o primeiro bebê blogueiro do Brasil… EU ;)

Três meses de vida

Já estou com 62cm e pesando 6 quilos e 600 gramas! A minha Pediatra Dra. Ana disse que estou dentro da média e que estou uma fofura 😉

Olha eu sentadinho... ou melhor escorregando encostado na almofada :)Estou me desenvolvendo bem. Se mamãe me coloca sentado, com apoio, eu fico com a cabeça firme e erguida. Quando deito de bruços, levanto minha cabeça e o peito como se estivesse fazendo miniflexões.

Também já coordeno melhor meus braços e as pernas e meus chutes estão mais fortes. Isso porque os ligamentos do quadril e joelhos se tornam mais flexíveis. Quando mamãe me segura em pé, eu treino fazendo força para empurrar o chão.

O mais legal são minhas mãos. Estou cada vez melhor no controle delas. Já consigo unir as mãos e abrir os dedos, mas ainda uso a mão fechada para bater os bichinhos do móbile acima da minha cabeça (é claro que o fato de conseguir tocar um brinquedo já é uma grande conquista). Mamãe está ajudando no desenvolvimento das minhas mãos. Ela segura um brinquedo à distância e me incentiva a pegá-lo. E ela também se preocupa em me deixar na posição mais sentado ou reclinado pra cima, para que eu veja o mundo a minha volta.

Meu sono começa a se ajustar. Os sabidos dizem que entre 3 e 4 meses, os períodos de sono de um bebê começam a se definir. É o que está acontecendo comigo. Estou aumentando o espaço de tempo entre as mamadas da noite. Teve um dia que bati meu recorde: dormi 8 horas direto… mas também acordei com a maior fome 😉

Algumas crianças ainda demoram mais uns bons de três a seis meses para dormir a noite inteira, então não se surpreenda se o seu bebê for uma delas.

Mamãe sabe que estou na fase em que o estímulo verbal é especialmente importante, por isso ela sempre conversa comigo. Ela fica descrevendo as coisas que ela faz, me conta histórias, lê pra mim… até quando a gente passeia ela fica me mostrando as coisas e falando sobre elas. Os sabidos dizem que pesquisas recentes ligam níveis mais altos de inteligência a quantas palavras uma criança ouve no primeiro ano de vida. Claro que a gente ainda não consegue repetir as palavras, mas estamos armazenando todas as informações na memória, que se desenvolve rápido.

Um bebê que nasce numa casa onde pai e mãe falam línguas diferentes vai ter o dobro de treinamento se ouvir regularmente as duas línguas. Se a idéia é que ele aprenda mais de uma língua, então pai e mãe devem cada um falar com o bebê no seu próprio idioma.

Meu tato também está mais sensível e mamãe estimula bastante isso me dando um monte de coisas diferentes pra segurar como pelúcia, papel, feltro e tecidos texturizados.

Também adoro me ver no espelho, e as vezes até paro de chupar minha mão quando escuto a voz da mamãe ou paro de mamar quando escuto a voz do papai. Eles percebem e conversam comigo. Isso, além de aumentar nosso elo afetivo também faz com que me sinta encorajado a também me expressar. Com as outras pessoas, eu também me sinto animado e até “converso”. É que mamãe e papai sempre me deixam por perto quando estão com os amigos, assim eu preto atenção em como as pessoas se comunicam.

Se o seu bebê ainda não faz muitas dessas coisas, lembre-se de que cada bebê é de um jeito e se desenvolve no seu próprio ritmo. Caso seu bebê tenha nascido prematuro, você provavelmente vai notar que ele leva um pouco mais de tempo para fazer as mesmas coisas que outras crianças de mesma idade. Não se preocupe, a maioria dos médicos avalia o desenvolvimento de um prematuro pela idade corrigida, contando a partir da data que era prevista para o nascimento, e acompanha seu progresso levando isso em conta.

Se tiver insegura ou com dúvidas sobre o desenvolvimento do seu bebê, converse com o pediatra 🙂



Comente aqui